Adoção

A adoção representa uma grande oportunidade para muitas pessoas que não podem ter filhos de forma biológica. É normal que existam dúvidas e medos sem fundamentos desde o primeiro momento, uma vez que a adoção é um processocomplexo. Por isso quero deixar 4 reflexões pra auxiliar você que está pensando em buscar um processo de adoção.

1 – Adotar não é uma decisão que deve ser tomada às pressas A primeira pergunta que deve ser respondida pelos pais que tomaram a decisão de adotar é tão simples quanto profunda: Quais são as razões ou motivos que sustentam a sua decisão de adotar um filho? Faça uma lista de motivos, isso ajuda a construir segurança na sua decisão.

2 – Preparação para as entrevistas prévias Nas entrevistas prévias, pergunta-se pelas motivações que levaram o solicitante a adotar, são investigados os relacionamentos do casal, a estrutura de sua personalidade, seu estado físico e sua capacidade de consolidar e desenvolver a relação adotiva. Como está seu autoconhecimento e seus relacionamentos? Faça uma auto-análise, e se pergunte se você vive de forma harmônica. Seja você mesmo! 3 – A adoção é um ato de amor e não uma obra de caridade Tanto os pais quanto os filhos adotivos passaram por estados emocionais complicados até se encontrarem. Trata-se de um projeto conjunto, não de um grande favor. Há uma construção de vínculos como em qualquer família. É um exercício de paciência, perseverança e calma. Você deve levar todo o processo com muita tranquilidade, calma e paciência. Por isso é importante ter ajuda profissional. 4 –Enfrentando uma nova vida É difícil prever como a criança adotada vai se adaptar a sua nova família e atual lar. No início há um encantamento, mas no momento em que ela começa a se sentir realmente como parte da família, você perceberá a ver comportamentos não tão ideais como você gostaria: a criança te desobedecerá, vai te colocar à prova, te provocará diante de familiares e amigos... Estas situações, farão você sair da sua zona de conforto e até mesmo se desesperar, significa que o vínculo está sendo criado corretamente porque a criança está relaxando e vai permitir que você entre nesse compartimento tão íntimo dela. Ou seja, estes comportamentos mostram que vocês estão se tornando uma família como qualquer outra.

Além disso, todos os envolvidos no processo de adoção (casal, mãe solo, pai solo) devem estar alinhados e de acordo, tendo em vista as mudanças que isso implicará em toda a família ou em sua formação.



3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo